Planejamento: O primeiro passo para uma boa compra do aquecedor solar

Compra do aquecedor solar é algo simples, mas requer cuidados. Sabe como podemos lhe ajudar nisso? Vamos ver que o segredo está no planejamento.

O ato de compra pode ser algo muito prazeroso. Já se arrependeu de ter comprado algo, seja produto ou serviços? A resposta é sim para a maioria das pessoas. Para o aquecedor solar o planejamento de compra é muito importante, especialmente na hora de escolher o modelo certo com a melhor eficiência possível. Escolher também bons profissionais para a instalação dos equipamentos é tão importante quanto. Confira:

Modelo Certo

A escolha do modelo certo de aquecedor solar depende de uma análise da preferência do cliente. Se o cliente é aquele que prefere privilegiar a aparência ou a eficiência do produto. Há modelos do tipo acoplado e do tipo desacoplado. A diferença básica é a maneira de abastecer o aquecedor solar em que o acoplado pode ser abastecido diretamente da água da rua. O desacoplado necessita de uma caixa de água mais alta se considerarmos o funcionamento natural, sem necessidade de bombeamento. Há ainda, casos mais complexos, em que depende de análise mais criteriosa de forma que a circulação deverá ser forçada por uma bomba que irá circular a água entre o boiler e coletor solar.

O modelo acoplado, apesar de ter um designer robusto, deixa o boiler exposto no telhado. Esteticamente, para alguns arquitetos, isso não parece visivelmente agradável. A ideia seria esconder, ao máximo possível, o boiler dentro do telhado com o mínimo possível aparente. Em contrapartida, perderíamos algumas vantagens deste modelo pela maneira de abastecer o aquecedor solar.

O modelo desacoplado, ao contrário do acoplado, privilegia basicamente a estética tendo visto que apenas o coletor solar fica acima do telhado. Este modelo é mais orientado para quem quer manter a aparência do telhado o mais original possível. Requer elaboração do projeto mais detalhada pois para fazer o telhado primeiro é preciso avaliar a posição do aquecedor solar.

Se avaliarmos as tendências crescentes de uso de energias renováveis, a teoria da aparência pode cair por terra. À medida em que valorizamos mais o conceito da energia solar vamos querer mostrar mais para todo o mundo. Nem precisa dizer: “Tenho energia solar em minha casa” ou “eu ajudo a preservar o meio ambiente”. O telhado já me mostra isso.

Capacidade conforme demanda

Procure escolher sempre um aquecedor solar que tenha capacidade de produção de energia, ou seja, água quente, além do que é necessário para o consumo no dia a dia. Assim haverá maior conforto e economia de energia elétrica. Não se atentar a este item importante, provocará o uso mais contínuo da resistência elétrica ou chuveiro elétrico.

Preparação da hidráulica de água quente

A preparação do encanamento do aquecedor solar é fundamental. Além de ajudar na redução do custo da obra, encontrar formas mais eficientes para fazer a tubulação de água quente é um dos pontos cruciais para a satisfação na expectativa para o produto a ser comprado. Uma hidráulica mais assertiva, permite economia de água e rapidez da mesma até chegar ao ponto de consumo. O ideal é contar bons profissionais e empresas sérias para fazer hidráulica de água quente da sua obra.

Reserva financeira

A compra do aquecedor solar é feita, normalmente, ao final da obra. Este é um momento em que as pessoas já estão com o “bolso apertado”. Para não correr este risco e de comprar um modelo aquém da capacidade desejada, procure fazer uma reserva financeira especialmente para esta aquisição. Avalie se poderá fazer uma compra parcelada ou se conseguirá um desconto para pagamento à vista. Tudo isso ajuda a economizar e dar mais autonomia na negociação.

O momento certo de compra do aquecedor solar

Antes de entrar dentro da casa, é claro. Assim vai começar a realizar o sonho da casa própria com o produto já funcionando. A tranquilidade é tida, principalmente, quando estudamos antes os motivos da compra do aquecedor solar.

Bons Profissionais

A boa instalação do aquecedor solar é fundamental tanto para o bom funcionamento quanto para a durabilidade do produto. Uma instalação inadequada pode causar, por exemplo,  a explosão do equipamento em cima do telhado. Riscos de vazamentos de telhado, redução na eficiência do produto, entre outros motivos, a escolha do profissional ou empresa adequada é fundamental.

Avalie Propostas

O preço é um item importante, mas é preciso responder algumas perguntas: Quanto vale sua tranquilidade? Quando tempo gastaria resolvendo um problema provocado pela má qualidade do produto ou no atendimento? Uma boa compra do aquecedor solar depende de vários outros fatores. Afinal, tempo também é dinheiro.

Conclusão

Uma compra bem planejada evita muitos contratempos. Deixe de lado a competitividade de achar que ganhar um bom desconto ou pagar barato vai resolver o problema. Planeje e depois realize seus sonhos fazendo boas compras.

 


Sobre o Autor

Perfil Foto Savio Franca*SAVIO FRANCA é diretor da Brassolar e Administrador de profissão. É especialista em Gestão e Consultoria em Marketing e tem vários cursos de extensão na área de marketing e energia solar. Durante vários anos nessas áreas, adquiriu experiências e influências importantes para crescimento profissional. É especialista também em Gestão Pública, área que simpatiza e que o faz questionar, constantemente, como é possível promover o crescimento do país investindo-se em fontes de energias renováveis.

 

8 comentários em “Planejamento: O primeiro passo para uma boa compra do aquecedor solar

  • junho 19, 2019 em 22:16
    Permalink

    Boa noite, gostaria de saber qual deveria ser a capacidade de um boiler para uma casa onde irá morar 5 pessoas e vai ter uma banheira de 250l? Serão 5 chuveiros, uma pia de cozinha e a banheira que serão abastecidos pelo boiler. Eu vi que deveria ser estimado para duas pessoas por quarto, visto uma possível troca de dono no futuro, no caso a casa tem 5 quartos, eu deveria colocar uma capacidade pensando nessa maior demanda?

    Desde já agradeço e parabenizo pelo ótimo trabalho!

    Resposta
    • junho 25, 2019 em 10:19
      Permalink

      Oi Nerize, fico feliz em poder lhe responder por aqui… Estive meio ocupado, mas estou de volta.

      Depende muito do seu perfil de uso, ou seja, do número de banhos. A Brassolar, por ex., trabalha com modelos de 12 banhos, para média de 6 pessoas. Normalmente o uso da banheira é esporádico. Pode ser que esta capacidade lhe atenda. Mas se não, teríamos que ver modelos maiores. Qualquer coisa, entre em contato conosco pelo WhatsApp (31) 9.9297.4000.

      Curtiu a nossa conversa?
      Siga-nos se inscrevendo no nosso canal do Youtube.

      ou

      Curta também nossa página no Facebook:

      Um abraço,

      Savio Franca

      Resposta
  • agosto 7, 2018 em 18:13
    Permalink

    Boa tarde Savio! Eu tenho um boiler de 600 litros com tubo a vácuo, nesses dias de inverno tenho aquecido a água por meio da resistência do boiler, até ai está sendo satisfatório.
    O problema é que logo após o primeiro banho, acredito que a água fria entra no boiler e resfria como um todo muito rápido, gostaria de saber se há alguma solução para evitar que a água fria entre, enquanto tiver aguá quente no boiler?

    Acho difícil pela saída de aguá quente estar posicionada acima do boiler, não é? Dessa maneira, só entrando aguá fria pra empurrar a quente mesmo certo?

    Uma outra dúvida que tenho, é que tenho 5 banheiros com chuveiros em casa. Não é viável para mim um aquecedor a gás, estive pesquisando uma forma de aquecer a água logo no ponto em cada banheiro, com uma espécie de aquecedor de passagem, que pudesse ficar na tubulação no telhado mesmo, mas não achei nada “inteligente”.

    O que imagino seria um aquecedor que visse a temperatura da água e aquecesse até a temperatura setada nele, que quando a água chegasse acima dela, esse aquecedor desligasse. Não achei nada parecido, tem alguma dica? Ou ideia para o meu problema?

    Obrigado.

    Resposta
    • agosto 8, 2018 em 08:30
      Permalink

      Fala comigo, Sandro!

      Prazer participar contigo aqui nesse ambiente online.

      Sobre a primeira pergunta, concordo. Sem água fria entrando você não teria volume de água quente para o banho.

      O seu problema pode estar relacionado ou por erro de instalação ou por demanda além da capacidade do equipamento.

      Se for erro de instalação, pode ser que as interligações não estejam adequadas fazendo com que a água fria entre próximo da quente, ocorrendo rapidamente a mistura.

      Quanto ao inverno, o equipamento não deve faltar água quente. Apenas em dias chuvosos, sem sol. O uso da resistência elétrica pode ser uma boa alternativa, mas deveria aquecer o suficiente para não faltar para o seu banho. A inviabilidade do aquecedor à gás talvez seria o custo do investimento. Mas ele garante bem um excelente backup. Uma outra alternativa pra você seria aumentar a eficiência/capacidade de produção de energia de seu equipamento. Experimente aumentar a sua área de coletor solar. Avalie também outros fatores como posicionamento de coletores ao Norte. Porque o Norte é tão importante no planejamento da energia solar? Qualquer dúvida, estou aqui.

      Curtiu a nossa conversa?
      Siga-nos se inscrevendo no nosso canal do Youtube.

      ou

      Curta também nossa página no Facebook:

      Um abraço,

      Savio Franca

      Resposta
      • agosto 8, 2018 em 13:23
        Permalink

        Boa tarde Savio. A entrada de água fria é embaixo de um lado do boiler, e a saída de água quente é em cima do outro, acho que isso está certo.
        Penso que uma solução para ter água quente por mais tempo, seria impedir a entrada de água fria enquanto o boiler tivesse uma quantidade pre estabelecida de água quente ainda.
        E ainda que a água quente fosse com a saída na parte de baixo do boiler. Não sei se me fiz entender, se sim, acha que isso é possível, e é viável? Agradeço

        Resposta
        • agosto 9, 2018 em 08:36
          Permalink

          Olá Sandro!

          Essa solução de impedir que a água entre não é a mais usual. Há um sistema eletrônico que faz isso nos modelos acoplados à vácuo por alguns fabricantes. Falo isso no artigo das 3 dicas de abastecer o aquecedor solar.. Mas não indico. Também não tem como fazer isso no seu equipamento atual, pelo que estou vendo. O ideal mesmo é você aumentar a quantidade de coletor solar, consequentemente a eficiência. Ou trocá-los de lugar se não estiverem corretamente instalados conforme posicionamento de Norte, etc..

          Espero ter ajudado!

          Curtiu a nossa conversa?
          Siga-nos se inscrevendo no nosso canal do Youtube.

          ou

          Curta também nossa página no Facebook:

          Um abraço,

          Savio Franca

          Resposta
  • novembro 25, 2017 em 11:19
    Permalink

    Bem gostaria de ter em minha casa se possessível com este que gera energia também mais gostaria de saber o preço e se não for muito caro colocar em minha casa. e gostaria de conhecer este projeto melhor do Victor muito interessante.

    Resposta
    • novembro 27, 2017 em 19:00
      Permalink

      Elias,

      O projeto do equipamento híbrido ainda está em fase de testes e deverá ser lançado no mercado em um futuro breve. Eu tenho uma dica pra você: nos siga no http://facebook.com/brassolar que você poderá acompanhar as novidades.

      Obrigado pela participação!

      Curtiu a nossa conversa?
      Siga-nos se inscrevendo no nosso canal do Youtube.

      ou

      Curta também nossa página no Facebook:

      Um abraço,

      Savio Franca

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *